Água: fonte de vida

A água é um bem precioso, embora muitas vezes as pessoas não lhe dão o seu devido valor. A Terra é constituída por 3/4 de água e apenas 3% é doce. Desses 3% apenas uma pequena porção é consumida.

A água quimicamente conhecida como H2O é considerada um solvente universal, uma vez que é capaz de se ligar a vários tipos de moléculas, como sais minerais devido à sua polaridade. As únicas moléculas não solúveis em água são os lípidos (facilmente observado com o azeite e a água). No corpo humano, ela constitui cerca de 70-75%, podendo variar conforme a idade, o sexo e a massa corporal. Esta também é utilizada em quase todos os processos metabólicos: transporte de nutrientes, síntese de moléculas, digestão, humidificação dos órgãos, reguladora de temperatura, faz parte da constituição do citoplasma das células e do sangue, entre muitos outros.

A água e o óleo de cozinha são dois líquidos imiscíveis

Nos animais a percentagem de água é mais variável, principalmente nos mamíferos devido à produção de leite. Nas plantas este líquido é necessário na fotossíntese e na evapotranspiração, sendo esta retirada dos solos pela raiz.

Escolheu-se as águas das Furnas para complementação do nosso estudo, devido ao facto de estas serem muito ricas em ferro, com é referido na postagem “São Miguel – um paraíso no centro do Atlântico“.

O ferro é um mineral necessário ao bom funcionamento do organismo: transporte de gases (hemoglobina) e mantêm os cabelos e unhas saudáveis. Este mineral pode ser encontrado em carnes, ovos, feijão, nozes, folhas verdes e cereais integrais. Porém a sua falta ou o seu excesso pode levar a diversos distúrbios.

A falta de ferro no sangue, conhecida como anemia é caracterizada por perda de peso, fadiga e irregularidade menstrual nas mulheres. Também pode levar ao aparecimento de problemas no sistema respiratório devido à falta de trocas gasosas.

O excesso de ferro conhecida como hemocromatose é caracterizado por diarreia, vómitos, dor abdominal, palidez, sonolência. Também provoca um maior número de oxidações nos compostos celulares e pode levar a necrose de órgãos vitais como o fígado.

Uma pessoa anémica possui menos glóbulos vermelhos e consequentemente uma falta de ferro no organismo

Curiosidades:

– Um português gasta cerca de 100 a 180 litros de água por dia;

– Milhões de pessoas sobrevivem com menos de 19 litros de água por dia;

– 46% da população mundial não tem água canalizada;

– Nos países mais pobres as mulheres caminham cerca de 6 km por dia para captar água;

– Uma em cada oito pessoas não têm água potável;

– 3,3 milhões de pessoas morrem todos os anos devido a problemas de saúde associados à água;

– A água no mundo tem preços diferentes conforme os países. Nos países mais pobres (Etiópia, Nigéria, Sri Lanka) para ajudar a população a água custa apenas em média menos de 0,10 €. Nos países em desenvolvimento (China, Brasil, Chile) o preço da água não ultrapassa 1,00€. Finalmente, nos países desenvolvidos (Dinamarca,Alemanha,Estados Unidos),são superiores a 1€, podendo até chegar aos 2€. Esta é uma medida implantada para reduzir o consumo de água.

Autores: Ângela, Carolina e Juliana

Fontes:

National Geografic Potugal nº 109 Abril 2010, edição especial, “Água um mundo sedento”.

http://www.mundoeducacao.com.br/biologia/composicao-agua.htm

http://www.ess.ips.pt/escola/Bioquimica/8CLE/GRUPO2/2.1.2.pdf

http://www.fundacaoluso.pt/assets/img/artigos/PDF5_A_importancia_da_agua_no_corpo_humano.pdf

http://www.eb1-n1-chaves.rcts.pt/agua.rtf

http://translate.google.pt/translate?hl=pt-PT&langpair=en%7Cpt&u=http://www.healthhype.com/excess-iron-poisoning-overload-toxicity-in-blood.html

Imagens retiradas de:

http://www.clarian.org/ADAM/doc/WomenCenter/14/000221.htm

http://tpm-textospretextosmusica.blogspot.com/2009/06/agua-x-oleo.html


Castanha – Antioxidante Quentinho

Castanhas

Uma forma de preparar castanhas

Tendo em conta a época em que nos encontramos, é propício perguntar: que fruto é o mais apetecido, quando o frio começa a apertar e as lareiras se acendem? Possivelmente responderia o mesmo que eu, a Castanha. Comê-las sempre foi bom, mas muitas das pessoas não sabem se fazem bem, se fazem mal, a sua composição, para que fins pode ser usada, e até mesmo a sua origem.

Presumindo-se que sejam oriundas da Ásia Menor, Balcãs e Cáucaso, a castanha que comemos é, de facto, uma semente que surge do interior de um ouriço. Bastante ricas em vitaminas C e B6, e uma boa fonte de potássio, razão pela qual, em tempos antigos, esta substituía o pão, quando este escasseava. Ela é muito utilizada na cozinha tradicional. Pode ser comida assada, cozida, em puré, acompanhando um prato, e até mesmo substitui a batata na sopa, quando ainda não é tempo desta.

Em termos medicinais, a castanha contribui para aumentar a quantidade de leite materno, serve para pessoas com problemas de fígado ou rins, e ajuda pessoas que tenham dificuldades na digestão dos alimentos.

 Pense na sua saúde, por isso, coma castanha hoje!

 Informações extra:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Castanha

http://consultoriodeastrologia.blogs.sapo.pt/536862.html

Autora: Carolina Murta