Côco – Antioxidante Resistente

O côco é o fruto do coqueiro, originário da Índia ocidental sendo este um fruto carnoso, de casca fibrosa, semente esbranquiçada e suculenta utilizada na alimentação juntamente com a água que se encontra dentro da semente. A quantidade da água varia de acordo com a maturidade do fruto (à medida que o fruto amadurece a água vai diminuindo). O seu período de safra vai de Janeiro a Julho, podendo em casos especiais ir até Setembro.

Côco partido ao meio

Este fruto possui um grande valor nutritivo variando de acordo com o seu estado de maturação. Em geral apresenta um bom teor em sais minerais (potássio, sódio, fósforo), fibras (bons para o estímulo da actividade intestinal), vitaminas A, B1, B2, B5 e C.

Deste modo, o coco é um bom fruto para combater a aterosclerose e o mau colesterol, é benéfico para o sistema nervoso, cérebro e pulmões, controla a pressão arterial, entre muitas outras vantagens.

Mas como já foi referido, tudo depende do estado de maturidade do fruto.

Curiosidades:

  • Para verificar se o fruto está em boas condições, batemos com uma moeda na casca. Se estiver fresco, o som será estridente. Se não houver eco a fruta está estragada.
  • No Brasil o coqueiro foi introduzindo pelos Portugueses em 1553, proveniente de Cabo Verde.
  • O coco realça o sabor dos alimentos, sendo deste modo utilizado no preparo de bebidas, pratos doces e salgados (como o caril), entre outros.

Escultura de um cão com um côco

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Coco

http://www.brasilescola.com/frutas/coco.htm

http://www.todafruta.com.br/todafruta/mostra_conteudo.asp?conteudo=1362

Imagens retiradas de:

http://www.cancertruth.net/newsletter_2009dec.html/

http://www.made-in-china.com/showroom/qiongdao/product-detailYewErXvKrQWF/China-Coconut-Shell-Handicraft.html

Diogo Verdinho

Anúncios

Caju – Antioxidante habilidoso

O caju, fruto do cajueiro (Anacardium occidentale), é oriundo do Brasil e divide-se em duas partes: o fruto, mais conhecido como castanha do caju, e o pseudofruto – pedúnculo floral que pode apresentar tonalidades entre o amarelo e o vermelho.

O fruto "verdadeiro" cresce no fim do pseudofruto (a vermelho)

O pseudofruto é rico em vitamina C e ferro podendo ser utilizado na produção de mel, doces, entre outros, sendo que o seu suco pode ser aproveitado para produzir aguardente.

O fruto é constituído por uma casca dura e uma semente, sendo apenas esta última consumida. Esta semente é rica em fibras, proteínas, minerais como o magnésio, ferro, selénio, cobre, cálcio, vitaminas A, D, E, K ,PP e do complexo B e alguns aminoácidos como a arginina.

Devido à sua constituição nutricional, a semente é eficaz no combate a doenças cardiovasculares, reumatismo e problemas de pele como eczemas, contribui para a formação do sangue e previne a prisão de ventre.

O óleo do fruto é considerado um antiséptico, limpa feridas e ajuda na sua cicatrização, sendo também indicado no combate a vermes intestinais. As folhas novas do cajueiro, quando são cozidas e postas sobre as feridas promovem a sua cicatrização.

A semente do fruto é a parte que é consumida

Juliana

Fontes:

http://www.vitaminasecia.hpg.ig.com.br/cajuorientacao.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Caju

Imagens retiradas de:

http://slog.thestranger.com/2008/04/new_fruit

http://www.dcwhawaii.com/samurai/SAMURAI.html

Figo – Antioxidante Elegante

Denominado cientificamente de Ficus carica, o figo é o fruto da figueira, uma árvore de folha caduca nativa do Sudoeste Asiático e da região do Mediterrâneo e praticamente cultivada em qualquer parte do mundo, pois adapta-se bem às diferentes condições ambientais, sendo os seus maiores exportadores a Turquia e o Egipto.

Figos maduros inteiros e cortado em metade

A planta realiza a autopolinização, uma vez que possui flores de ambos os sexos. Tanto as flores masculinas como as flores femininas irão originar figos, mas só os que provêm da flor feminina são comestíveis. Este fruto apresenta uma casca de cor verde, que se torna avermelhada/violeta quando maduro e o seu interior é suculento e cheio de sementes de pequenas dimensões. São consumidos ao natural, secos (a maior parte destes são comercializados desta forma, pois no estado fresco o fruto estraga-se/apodrece rapidamente), em compotas ou como acompanhamento de diversos pratos. Ao contrário do que as pessoas pensam, o figo é um fruto falso ou fruto múltiplo, pois consiste num aglomerado de flores pequenas que devido à sua proximidade unem-se formando uma só massa. A seiva desta árvores pode provocar alergias e causa irritações na pele, semelhantes a uma queimadura.

Figos secos

Porquê consumir figos? Embora o seu tamanho reduzido, este fruto é muito rico em cálcio e fibras. Além disso apresenta quantidades elevadas de sais minerais como o magnésio e o potássio. O alto teor em vitamina C, flavonóides e polifenóis tornam-o num potente antioxidante. Contudo, o figo não é aconselhável a pessoas diabéticas em excesso, pois também é muito rico em açúcares. Devido à sua riqueza nutricional, o consumo equilibrado destes proporciona um bom funcionamento do sistema digestivo, evita a prisão de ventre, combate os radicais livres presentes nas células, previne gengivites e outras infecções na zona bucal e possui propriedades anticancerígenas.

E você, já comeu figos hoje?

Autora: Ângela

Fontes:

http://en.wikipedia.org/wiki/Common_fig

http://www.todafruta.com.br/todafruta/mostra_conteudo.asp?conteudo=15051

http://www.pfaf.org/database/plants.php?Ficus+carica

Imagens retiradas de:

http://panelada.wordpress.com/2008/04/07/receitas-de-jamie-oliver/

http://www1.folha.uol.com.br/folha/comida/ult10005u361577.shtml

Antioxidantes – Novos Horizontes

Os antioxidantes, como temos vindo a referir em postagens anteriores, são muito benéficos para a saúde. Aqui vão algumas curiosidades e descobertas recentes:

  • Algumas experiências com ratos permitiram concluir que os antioxidantes podem estabilizar o crescimento de células cancerosas ao proibir a chegada de oxigénio a estas células. Durante este estudo os cientistas verificaram que os ratos que tinham linfomas apresentavam um elevado número de radicais livres que são utilizados pela proteína HIF-1 para ajudar a produzir ATP, sendo utilizada na criação de novos vasos sanguíneos. Com a presença de antioxidantes, como é o exemplo da vitamina C ou N-acetilcisteína, os radicais livres vão ser reduzidos pelos antioxidantes, conduzindo apenas à morte das células cancerosas;

Espinafres - Fonte de vitamina E

  • Outros estudos realizados por cientistas levaram à síntese de uma família de compostos químicos a partir da vitamina E mais eficazes que esta denominados de piridinóis. Estes ligam-se ao LDL (colesterol) e protegem-no da oxidação. Os cientistas pretendem tornar estes compostos solúveis em água, ao contrario da vitamina E o que permitirá uma maior captura de radicais livres, uma vez que grande parte do nosso organismo é composto por água;
  • A pancreatite crónica é uma doença que resulta de pedras na vesícula, abuso de álcool e mutações génicas e manifesta-se através da perda de peso, diarreia, falta de vitaminas e dores abdominais agudas. Os doentes que apresentam esta patologia apresentam um elevado número de radicais livres que pode ser regulado com antioxidantes, reduzindo a dor de uma forma natural e não com o constante consumo de analgésicos;

Pipocas, o aperitivo mais antioxidante conhecido

Outra curiosidade interessante é o facto das pipocas serem o aperitivo com maior quantidade de antioxidantes e fibras.

Autora: Juliana

Fontes:

http://www.hopkinsmedicine.org/Press_releases/2007/09_10_07.html

http://exploration.vanderbilt.edu/news/news_antioxidant.htm

http://abcnews.go.com/Health/WellnessNews/story?id=8356993

http://www.naturalnews.com/025275_pain_antioxidants_antioxidant.html

Imagens retiradas de:

http://www.phoenixgardens.net/WhatWeGrow/Vegetables/SpringVegetables/tabid/57/Default.aspx

http://sobrepalavra.wordpress.com/2009/09/25/pipocas-da-vida/

Melão – Antioxidante regulador

O melão (Cucumis melo L.) é uma fruta provavelmente nativa do Médio Oriente. Entre os maiores produtores do melão, encontram-se países tão díspares e distantes entre si, como a China e os Estados Unidos ou a Turquia e a Espanha. Portugal tem também grande aptidão para a cultura, em particular o Ribatejo e Oeste, sendo que a maior área foliar observada no nosso país atesta a extrema qualidade dos frutos produzidos, quer a nível aromático quer em ter de açúcares. Este fruto advém do meloeiro e apresenta várias espécies. Fonte abundante de fibras, o melão possui grandes quantidades de beta-caroteno (pro-vitamina A) e de vitaminas C, B e E (rico em antioxidantes), e contém uma grande quantidade de água. Além disso, é rico em cálcio, fósforo, ferro, potássio, cobre e enxofre. Mas tanta “riqueza” não tem consequências negativas no valor calórico, já que por cada 100 gramas de melão só estão a ingerir apenas 29,9 calorias.

Melão cortado ao meio e às fatias

O seu consumo traz-nos inúmeros benefícios. De entre muitos encontramos os seguintes:

  • Ajuda a combater problemas de pele;
  • Problemas reumáticos;
  • Ajuda na limpeza dos intestinos, por ser um bom diurético e laxante;
  • Recomenda-se a pessoas com problemas de fígado;
  • Bom para a febre da tifóide;
  • Problemas de esófago, garganta, obesidade, reumatismo ou gota.
  • Fortifica ossos e dentes;
  • Ajuda na desintoxicação alimentar;
  • Reduz os riscos do cancro e doenças de coração;
  • Ajuda na visão
  • Regula a menstruação.

Se sofre de alguns destes problemas não pense e melhore a sua saúde.

Autora: Carolina Murta **

Fontes:

http://www.brasilescola.com/frutas/melao.htm

http://vitaminasecia.hpg.ig.com.br/melaoorientacao.htm

http://www.frutas.radar-rs.com.br/frutas/melao/melao.htm

http://ritasousa.net/conheca-os-beneficios-de-58-frutas-e-legumes-que-traz-a-saude

Imagem retirada de:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Cantaloupes.jpg

Pêssego – Antioxidante Estimulador

O pêssego – Prunus persica – é uma fruta nativa da China e que possui um grande valor nutritivo. A origem do pêssego advém do pessegueiro, uma pequena árvore , de folhas serreadas, flores roxas comestíveis e com propriedades digestivas, pois estimula o apetite.

Flores do pessegueiro

Este fruto quando fresco é dos que menos calorias possui, sendo recomendado para dietas. Além de beneficiar o organismo em relação ao baixo valor calórico, o pêssego possui vitamina A, C, D, sais minerais como o ferro, fósforo, iodo, cobre, manganês,fibras e cálcio.

Pela sua riqueza em nutrientes, beneficia o intestino, evita problemas na pele, no aparelho digestivo, no sistema nervoso, reumatismos, reduz o colesterol, entre outros.

Pêssego cortado ao meio

O pêssego é diurético, depurativo do sangue e desintoxicante. Além disso, o caroço deste fruto é utilizado como remédio para males pulmonares (por exemplo, tosse cardíaca), após triturado e deixado em água.

Esta riqueza nutritiva pode ser consumida de várias formas, como por exemplo, em forma de sumo, geleia, doces, bolos, tortas e ao natural.

Diogo Verdinho

Fontes:

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/pessego/pessego-5.php

http://pt.wikipedia.org/wiki/Pessegueiro

http://vitaminasecia.hpg.ig.com.br/pessegoorientacao.htm

http://www.todafruta.com.br/todafruta/institucional.asp?menu=177

Imagens retiradas de:

http://www.statesymbolsusa.org/Georgia/fruit_peach.html

Maçã – Antioxidante Popular

A maçã, fruto da macieira, considerada pseudofruto ou fruto falso pela ciência, é uma das frutas mais conhecidas no mundo e das cultivadas à mais tempo, sendo a Malus domestica e a Malus sieversii as espécies mais comuns.

 

O vermelho é uma das cores que as maçãs podem ter

A sua constituição nutricional faz com apresente aspectos benéficos para a saúde, nomeadamente:

  • Ferro que ajuda na formação do sangue;
  • Vitaminas do complexo B (B1, B2 e B3) que auxiliam o aparelho digestivo, evitam problemas de pele e a queda de cabelo;
  • Vitaminas C e E que lhes proporcionam um poder antioxidante;
  • Alto teor em pectina (fibras) e potássio que combate o colesterol,  previne a arteriosclerose (endurecimento das paredes das artérias) e  elimina o excesso de água retida no organismo;
  • Baixo teor em calorias o que permite a sua utilização em dietas;
  • Quantidade apreciável de fibras que promovem a saciedade e ajudam a combater a prisão de ventre.

Flor da macieira

A maçã é um fruto que pode ser consumido ao natural, cozida, assada, em compotas, em papas ou em doces. Contudo, as suas qualidades nutricionais são mantidas por completo apenas quando esta é consumida ao natural.

Autora: Juliana

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ma%C3%A7%C3%A3

http://www.maca.pt/

http://pt.shvoong.com/exact-sciences/earth-sciences/1692654-ma%C3%A7%C3%A3/

Imagens retiradas de:

http://chaodeareia.wordpress.com/2009/11/18/vamos-aprender-a-comer-melhor/

http://www.50states.com/flower/arkansas.htm

Kiwi – Antioxidante dedicado

O kiwi ou quivi é o fruto da Actinidia deliciosa, com origem no Sul da China. O seu nome deve-se ao povo e às aves típicas da Nova Zelândia com o mesmo nome, uma vez que passou a ser um fruto muito exportado desse país a partir da década de 50. Apesar de ser muito apreciado e procurado, o kiwi foi introduzido no Ocidente só no início do século XX.

Quivi, ave nativa da Nova Zelândia que não é capaz de voar

O seu interior é verde, devido a grandes quantidades de clorofila (daí continuar verde mesmo após maduro) com pequenas sementes pretas e possui uma casca castanha com uma espécie de pêlos que é comestível (sendo rica em antioxidantes como os flavonóides) e uma forma oval, semelhante a um ovo.

O kiwi é dos frutos com a maior quantidade de compostos benéficos para a saúde:

  • É considerado o fruto com a maior percentagem de vitamina C, sendo portanto um poderoso antioxidante;

  • As suas quantidades elevadas de vitaminas A, E e do complexo B previnem doenças cardiovasculares, cancros e auxiliam o sistema imunológico;

  • Também é rico em minerais como o cálcio, magnésio, ferro e potássio que ajudam a controlar a tensão arterial;

  • É muito bom para combater o mau colesterol devido às suas fibras;

  • Das suas sementes podem ser extraídos ácido fólico e óleos do grupo do ómega-3, protegendo assim os neurónios e o coração;

  • É baixo em calorias, pois grande parte do fruto é constituído por água.

Kiwi inteiro no topo e cortado ao meio em baixo

Os seus benefícios fazem dele um fruto de eleição pelos asmáticos e diabéticos, assim como é indicado para constipações e casos de prisão de ventre. Comido principalmente ao natural, não é aconselhável o seu uso em sobremesas com leite e produtos lácteos, como o iogurte, ou em gelatina, pois destrói as proteínas destes.

E você, já comeu kiwi hoje?

Autora: Ângela 🙂

Fontes: http://kiwi-fruit.info/

http://en.wikipedia.org/wiki/Kiwifruit

« Older entries