Maçã – Antioxidante Popular

A maçã, fruto da macieira, considerada pseudofruto ou fruto falso pela ciência, é uma das frutas mais conhecidas no mundo e das cultivadas à mais tempo, sendo a Malus domestica e a Malus sieversii as espécies mais comuns.

 

O vermelho é uma das cores que as maçãs podem ter

A sua constituição nutricional faz com apresente aspectos benéficos para a saúde, nomeadamente:

  • Ferro que ajuda na formação do sangue;
  • Vitaminas do complexo B (B1, B2 e B3) que auxiliam o aparelho digestivo, evitam problemas de pele e a queda de cabelo;
  • Vitaminas C e E que lhes proporcionam um poder antioxidante;
  • Alto teor em pectina (fibras) e potássio que combate o colesterol,  previne a arteriosclerose (endurecimento das paredes das artérias) e  elimina o excesso de água retida no organismo;
  • Baixo teor em calorias o que permite a sua utilização em dietas;
  • Quantidade apreciável de fibras que promovem a saciedade e ajudam a combater a prisão de ventre.

Flor da macieira

A maçã é um fruto que pode ser consumido ao natural, cozida, assada, em compotas, em papas ou em doces. Contudo, as suas qualidades nutricionais são mantidas por completo apenas quando esta é consumida ao natural.

Autora: Juliana

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ma%C3%A7%C3%A3

http://www.maca.pt/

http://pt.shvoong.com/exact-sciences/earth-sciences/1692654-ma%C3%A7%C3%A3/

Imagens retiradas de:

http://chaodeareia.wordpress.com/2009/11/18/vamos-aprender-a-comer-melhor/

http://www.50states.com/flower/arkansas.htm

Anúncios

Kiwi – Antioxidante dedicado

O kiwi ou quivi é o fruto da Actinidia deliciosa, com origem no Sul da China. O seu nome deve-se ao povo e às aves típicas da Nova Zelândia com o mesmo nome, uma vez que passou a ser um fruto muito exportado desse país a partir da década de 50. Apesar de ser muito apreciado e procurado, o kiwi foi introduzido no Ocidente só no início do século XX.

Quivi, ave nativa da Nova Zelândia que não é capaz de voar

O seu interior é verde, devido a grandes quantidades de clorofila (daí continuar verde mesmo após maduro) com pequenas sementes pretas e possui uma casca castanha com uma espécie de pêlos que é comestível (sendo rica em antioxidantes como os flavonóides) e uma forma oval, semelhante a um ovo.

O kiwi é dos frutos com a maior quantidade de compostos benéficos para a saúde:

  • É considerado o fruto com a maior percentagem de vitamina C, sendo portanto um poderoso antioxidante;

  • As suas quantidades elevadas de vitaminas A, E e do complexo B previnem doenças cardiovasculares, cancros e auxiliam o sistema imunológico;

  • Também é rico em minerais como o cálcio, magnésio, ferro e potássio que ajudam a controlar a tensão arterial;

  • É muito bom para combater o mau colesterol devido às suas fibras;

  • Das suas sementes podem ser extraídos ácido fólico e óleos do grupo do ómega-3, protegendo assim os neurónios e o coração;

  • É baixo em calorias, pois grande parte do fruto é constituído por água.

Kiwi inteiro no topo e cortado ao meio em baixo

Os seus benefícios fazem dele um fruto de eleição pelos asmáticos e diabéticos, assim como é indicado para constipações e casos de prisão de ventre. Comido principalmente ao natural, não é aconselhável o seu uso em sobremesas com leite e produtos lácteos, como o iogurte, ou em gelatina, pois destrói as proteínas destes.

E você, já comeu kiwi hoje?

Autora: Ângela 🙂

Fontes: http://kiwi-fruit.info/

http://en.wikipedia.org/wiki/Kiwifruit

Antioxidantes na época natalícia?

de Grupiv

“A palavra Natal faz-lhe lembrar o quê?” – Se fizéssemos esta pergunta à população, os mais preguiçosos responderiam “férias”, os mais pequenos responderiam “presentes” e os mais reservados responderiam “tempo para estar em contacto com a família”. Talvez haveria quem respondesse isso tudo. Para Grupiv, o Natal é mais uma época para recarregar o seu corpo com antioxidantes e aproveitar de todos os benefícios que os mais diversos pratos podem nos oferecer.

Os mais tradicionais certamente vão apostar no seu bacalhau cozido com hortaliças na ceia de Natal. Sabia que este peixe é rico em ómega 3, que contribui para a redução do mau colesterol, e em antioxidantes como o selénio (um reconhecido antioxidante)? O repolho e a couve portuguesa também ajudam na sua dose de vitaminas, nomeadamente a C, e fibras. Para quem não é tão fã de peixe, pode sempre dirigir-se ao perú , uma carne mais saudável do que as carnes vermelhas pelo seu baixo teor em gorduras, ou ao polvo, uma fonte de vitaminas do complexo B, potássio e selénio.

Como não podia faltar, os frutos secos frequentemente consumidos nesta época, como as nozes, as amêndoas, os pinhões e as avelãs são muito ricas em vitaminas E e minerais como magnésio e selénio. E como já adivinharam, são muito bons antioxidantes.

O chocolate, além de possuir grandes quantidades de vitaminas do complexo B e C, é rico em flavonóides, possuindo portanto propriedades antioxidantes provenientes do cacau e função cardioprotectora.

Como presente para este passagem de ano, gostaríamos de agradecer a todas as pessoas que nos ajudaram até ao momento no nosso projecto de modo a que ele pudesse avançar. Um grande obrigada a colegas, professores e à Dra. Carmo Barreto da Universidade dos Açores pela sua disponibilidade.

Esperemos que tenham um maravilhoso Ano Novo!

Fontes:

http://en.wikipedia.org/wiki/Brassica

http://en.wikipedia.org/wiki/Nut_%28fruit%29

http://en.wikipedia.org/wiki/Octopus

http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%94mega_3

http://www.alimentacaosaudavel.org/bacalhau.html

Lichias – Antioxidante Romântico

Litchi chinensis, mais conhecida pelo seu nome vulgar de lichia ou litchi, é uma fruta de origem asiática, mais precisamente na China. Apresenta uma casca rugosa de cor vermelho-rosa, o seu interior é branco translúcido e possui apenas uma única semente acastanhada (drupa). Devido à sua forma semelhante a um coração e à sua própria cor quando está madura, é considerada um símbolo de amor e romance no país mencionado acima.

Lichias

Aspecto das lichias quando encontra-se própria para consumo

Sendo muito rica em vitamina C e potássio, constitui uma importante fonte de antioxidantes. Além desses, ainda apresenta altos níveis de polifenóis (onde estão inseridos os flavonóides), o que contribui ainda mais para a destruição de radicais livres em excesso. O seu teor reduzido em sódio e colesterol, em consonância com o seu sabor doce e leve, torna as litchis um fruto facilmente assimilado pelo organismo e bastante apetecível nas épocas mais quentes, sendo consumidas ao natural ou em doces como pudins, gelados ou mesmo em molhos.

Em Portugal, as lichias podem ser encontradas frescas à venda nos grandes mercados ou enlatadas.

E você, já comeu lichias hoje?

Adaptado de http://en.wikipedia.org/wiki/Lychee e http://www.lycheesonline.com/index.cfm.

Autora: Ângela Medeiros