O que são pigmentos naturais?

São compostos químicos com estruturas variadas responsáveis pela coloração das plantas e dos animais, deste modo, quase todos as células contém pigmentos. Quando existe a ausência destes pigmentos em seres, são chamados de albinos.

Chimpanzé albino à esquerda

Existem os pigmentos dos legumes que são os flavonóides, os carotenóides e a clorofila e o pigmento dos alimentos provenientes dos animais que é a mioglobina.

Os flavonóides são um grupo de compostos químicos encontrados naturalmente em certas frutas, vegetais, chás, vinhos, nozes, sementes e raízes. Embora não sejam considerados vitaminas, os flavonóides têm várias funções nutricionais que têm sido descritas como modificadores de resposta biológica enquanto que a maioria actua como antioxidantes, alguns têm propriedades anti-inflamatórias, anti-alérgica e anti-cancro, podendo ainda serem considerados como receptores de luz, repelentes de insectos e funcionam como filtros da luz solar. Estes flavonóides podem ainda dividir-se em vários subgrupos: flavanas, flavanonas, flavonóis, isoflavonas e antocianinas.

Soja e seus derivados - Alimentos ricos em flavonóides nomeadamente isoflavonas

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Flavonoide

http://www.xango.com.pt/science/flavonoids

Imagens retiradas de:

http://www.gruporsbrasil-online.com.br/gilson/noticias.asp?cod=114

http://www.imperativo.org/top-10-animais-albinos-os-fantasmas-da-natureza/

Os carotenóides são pigmentos de cor vermelha, alaranjada ou amarela, encontrados nas células de todos os vegetais, actuando na fotossíntese. Também estão presentes nas células de protistas e fungos. Seguidos da clorofila, os carotenóides são os pigmentos mais importantes para a fotossíntese, protegendo também os pigmentos de clorofila do excesso de luz. São insolúveis em água, mas são solúveis em solventes orgânicos. São obtidos facilmente pelos seres humanos através de alimentos como a cenoura e o tomate, tendo como benefícios a prevenção de doenças como o cancro e aterosclerose coronariana (estreitamento das paredes das artérias coronárias). Os grupos mais conhecidos de carotenóides são o beta caroteno, o licopeno e a xantofila, sendo os três antioxidantes conhecidos.

Tomate, um fruto rico em licopeno

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Carotenoide

http://www.infoescola.com/bioquimica/carotenoides/

Imagem retirada de:

http://emporiumorganicodelivery.blogspot.com/

A clorofila é um grupo de pigmentos fotossintéticos presente nos cloroplastos (organelos presentes nas células vegetais e algas), responsável pela coloração verde das plantas. Deste modo, quando a quantidade deste clorofila começa a diminuir, as outras cores começam a sobressair. Este pigmento é importantíssimo na fotossíntese das plantas, uma vez que transformam a energia da luz solar em energia química (tendo como produtos finais a glicose e o oxigénio), podendo assim produzir seu próprio alimento.

Os "pontos" verdes são cloroplastos. A sua cor deve-se à presença de clorofila.

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Clorofila

http://www.portaldascuriosidades.com/forum/index.php?topic=34539.0

http://www.todabiologia.com/botanica/clorofila.htm

Imagem retirada de:

http://www.plantasonya.com.br/tag/curiosidades

A mioglobina é uma proteína com uma cadeia única com 153 aminoácidos e contém um grupo heme no centro. É uma proteína de fixação de oxigénio nos músculos cardíacos e esqueléticos (responsáveis pelos movimentos voluntários), não fazendo o transporte deste como a hemoglobina. Sendo um dos principais pigmentos da carne, dá a esta uma coloração vermelha quando fresca.

A mioglobina atribui uma cor vermelha à carne fresca

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mioglobina

http://www.dqb.fc.ul.pt/cup/44337/mioglobina.htm

Imagem retirada de:

http://www.bernos.org/blog/2007/03/06/tire-sigga/

Diogo Verdinho

Kiwi – Antioxidante dedicado

O kiwi ou quivi é o fruto da Actinidia deliciosa, com origem no Sul da China. O seu nome deve-se ao povo e às aves típicas da Nova Zelândia com o mesmo nome, uma vez que passou a ser um fruto muito exportado desse país a partir da década de 50. Apesar de ser muito apreciado e procurado, o kiwi foi introduzido no Ocidente só no início do século XX.

Quivi, ave nativa da Nova Zelândia que não é capaz de voar

O seu interior é verde, devido a grandes quantidades de clorofila (daí continuar verde mesmo após maduro) com pequenas sementes pretas e possui uma casca castanha com uma espécie de pêlos que é comestível (sendo rica em antioxidantes como os flavonóides) e uma forma oval, semelhante a um ovo.

O kiwi é dos frutos com a maior quantidade de compostos benéficos para a saúde:

  • É considerado o fruto com a maior percentagem de vitamina C, sendo portanto um poderoso antioxidante;

  • As suas quantidades elevadas de vitaminas A, E e do complexo B previnem doenças cardiovasculares, cancros e auxiliam o sistema imunológico;

  • Também é rico em minerais como o cálcio, magnésio, ferro e potássio que ajudam a controlar a tensão arterial;

  • É muito bom para combater o mau colesterol devido às suas fibras;

  • Das suas sementes podem ser extraídos ácido fólico e óleos do grupo do ómega-3, protegendo assim os neurónios e o coração;

  • É baixo em calorias, pois grande parte do fruto é constituído por água.

Kiwi inteiro no topo e cortado ao meio em baixo

Os seus benefícios fazem dele um fruto de eleição pelos asmáticos e diabéticos, assim como é indicado para constipações e casos de prisão de ventre. Comido principalmente ao natural, não é aconselhável o seu uso em sobremesas com leite e produtos lácteos, como o iogurte, ou em gelatina, pois destrói as proteínas destes.

E você, já comeu kiwi hoje?

Autora: Ângela 🙂

Fontes: http://kiwi-fruit.info/

http://en.wikipedia.org/wiki/Kiwifruit