São Miguel – um paraíso no centro do Atlântico

A ilha de São Miguel é caracterizada pela sua enorme beleza e paisagens deslumbrantes, considerada por muitos como a região mais bela de Portugal.

Nesta bonita ilha portuguesa situada em pleno Oceano Atlântico poderá observar algumas das paisagens mais belas que a Natureza lhe poderá oferecer e também toda a força do planeta Terra que se manifesta em São Miguel através do seu vulcanismo activo e também secundário. A sua natureza vulcânica é a principal responsável pela actual diversidade paisagística numa ilha relativamente pequena, desde zonas mais planas, a escarpas acentuadas, montanhas formadas por vulcões adormecidos, lindas zonas verdes formadas pelos terrenos vulcânicos e férteis e um vasto número de lagoas.

"Caldeira Grande", uma fumarola da zona das Furnas

Devido ao facto do solo ser vulcânico, estes são ricos em elementos ferromagnesianos o que influencia a composição mineralógica das águas subterrâneas, nascentes termais, entre outras, pois tornam-se ricas em ferro e magnésio. Ora, esse acréscimo de elementos ferromagnesianos podem fazer com que as pessoas que as tomam regularmente fiquem mais sujeitas a radicais livres, uma vez que o ferro tem propriedades oxidativas. De facto, a última das grandes erupções que ocorreu em São Miguel foi em 1630 no vulcão das Furnas o que faz com que o solo neste local seja extremamente rico em elementos ferromagnesianos o que torna a água deste local muito oxidativa.

As Furnas são muito conhecidas pelas suas águas termais, nomeadamente as caldeiras, a poça da Beija, piscinas termais e fumarolas (áreas de concentração de nascentes termais) que fornecem vários elementos terapêuticos.

"Terra Nostra", um local conhecido pelas suas águas termais

Curiosidades:

  • São realizados cozidos em vales nos solos, através do calor do vulcão;
  • O vulcão das Furnas é um dos três principais vulcões da ilha de São Miguel;
  • Ao contrário do que muitas pessoas pensam, em São Miguel não existe géisers.

Imagem retirada de:

Diogo Verdinho

Anúncios

Açores – Terra rica em antioxidantes

Os Açores é um arquipélago constituído por nove ilhas que se situam a Oeste de Portugal Continental. A nossa ilha, São Miguel – a maior de todas, é um local de excelência para quem procura Natureza, aventura e outros paladares – já experimentou o famoso cozido das Furnas? Consiste numa refeição saudável, que conserva todos os sabores dos alimentos, uma vez que é o calor da própria “terra” que o coze.

As 9 ilhas do Arquipélago dos Açores

Os ingredientes do cozido são colocados nos "buracos" e deixa-se tapado por 5-6 horas

Nós por cá também somos conhecidos pelas nossas plantações de chá de forma biológica. Actualmente a fábrica da Gorreana produz 3 tipos de chá preto – Orange Pekoe, Broken Leaf e Pekoe – e um tipo de chá verde, o Hysson. Esta bebida é concebida através da secagem das folhas, que podem ou não ser posteriormente moídas e é adicionado água quente ou fervida, pois depende do tipo de chá (o chá verde fica com um gosto amargo se a água for muito quente). A casca de certos frutos também podem ser utilizadas, como o ananás e os citrinos.

Parte das plantações de chá da Gorreana

O chá tem a sua origem na China há quase 5000 anos. O seu conhecimento no Ocidente deve-se aos Portugueses, sendo actualmente consumido em qualquer parte do globo. O chá da Gorreana é rico em flavonóides, um conhecido antioxidante, que ajuda a prevenir certos tipos de cancro, combate o colesterol alto, cáries, gengivites, protege contra infecções fúngicas, bacterianas e virais. Além disso auxilia a digestão e circulação sanguínea, assim como previne a formação de pedra nos rins e vesícula. A cafeína é um compostos que se encontra presente no chá, embora em quantidades diferentes segundo os vários tipos, é um estimulante activo e habitual causador de bem estar. É por isso que não se recomenda a ingestão de chá verde ou preto umas horas antes de dormir.

Mel, um antioxidante natural

A nossa flora também permite um grande número de abelhas. E com estas nós conseguimos produzir mel, um adoçante natural, saudável e muito apreciado.

O mel é constituído maioritariamente por frutose e glicose, contendo em menor quantidade água e outras substâncias como flavonóides e vitaminas. Esta composição varia conforme a zona onde é produzida, a flora existente e a espécie de abelhas. Estudos realizados demonstram que a cor do mel é directamente proporcional ao poder antioxidante, sendo aqueles mais escuros os melhores redutores de radicais livres. Demonstra-se que o mel da nossa região é rico em flavonóides e compostos fenólicos, contribuindo para a sua capacidade antioxidante, podendo ser utilizado como conservante natural de produtos.

Ângela e Juliana

Fontes:

http://chagorreana.acores.com/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ch%C3%A1

Serra, M. – As Propriedades Antioxidantes do Mel, Centro de Estudos de Engenharia Química do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Imagens retiradas de:

http://tletravels.com/wordpress/?p=367

http://cincoquartosdelaranja.blogspot.com/2007/09/cozido-em-terra-quente.html

http://www.motoazores.com/index.php/2008/05/

http://adrianeboneck.com.br/