Análise férrica das águas da região das Furnas

Como já foi referido em postagens anteriores, seleccionamos três águas diferentes da região das Furnas: “Glória Patri”, Nascente “Grutinha II” e próximo das fumarolas. O principal objectivo foi verificar se as mesmas eram próprias para consumo sabendo a sua quantidade de ferro. Se as águas apresentarem uma quantidade de ferro acima dos 0,3mg/l torna-se não potável, adquire um sabor metálico e pode manchar superfícies. Se as águas apresentarem uma percentagem de ferro próximo do valor máximo permitido tem uma maior capacidade de oxidar compostos do que aquelas com uma quantidade mínima ou nula de ferro.

Nascente "Grutinha II"

Para análise dessas águas, utilizou-se um método para reduzir o ião férrico (Fe3+) a ião ferroso (Fe2+). Para tal, recorreu-se ao ácido ascórbico como agente redutor e a fenantrolina para formar quelatos (compostos que “aprisionam” os iões metálicos) com os iões de ferro. Registou-se inicialmente a absorvância de concentrações de ferro conhecidas para traçar uma curva de calibração através de um gráfico, que serve para localizar a absorvância das concentrações de ferro desconhecidas das águas podendo assim determinar a sua concentração.

Soluções padrão de ferro - As que apresentam uma cor mais escura possuem maior quantidade de ferro dissolvido

Obteve-se bons resultados uma vez que a curva de calibração apresenta boa linearidade. Das águas analisadas conclui-se que a da Glória Patri apresenta uma quantidade de ferro mínima o que a torna própria para consumo. Em relação às outras águas, estas apresentam quantidades de ferro elevadas o que as torna impróprias para consumo, até mesmo para lavagens de objectos.

As três águas analisadas. Repare que a cor laranja significa que estas águas apresentam uma quantidade de ferro elevada

Elaborado por: Ângela Medeiros, Carolina Murta e Juliana Ponte

Fontes:

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/vitaminas/vitamina-c-acido-ascorbico.php

http://www.analista.com.br/fichas/Fenantrolina.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Acetato_de_s%C3%B3dio

Decreto-Lei 306/2007, de 27 de Agosto

ABC das vitaminas

Hoje em dia todos nós sabemos que as vitaminas são fundamentais para a nossa saúde, no entanto, não nos preocupamos em saber em que locais estas actuam mais concretamente.

A vitamina A (retinol) encontrada na cenoura, abóbora, milho, ovo, leite e derivados é importante na manutenção dos epitélios (revestimento dos órgãos e as cavidades corporais internas), no combate dos radicais livres e na prevenção da “cegueira nocturna”.

Fontes de vitamina A

A vitamina C (ácido ascórbico) proveniente dos citrinos, tomate, repolho, entre outros, é essencial no combate de radicais livres, na prevenção de infecções, na cicatrização de feridas e queimaduras e na absorção de ferro (importante para o sangue, uma vez que ajuda no transporte de gases – oxigénio e dióxido de carbono).

Citrinos – vitamina C a dobrar!

A calciferol (vitamina D) é importante na prevenção do raquitismo e na manutenção dos ossos e dentes. É encontrada em maior quantidade no óleo de fígado de bacalhau, fígado, cereais e lacticínios.

Leite e seus derivados fornecem vitamina D

Tocoferol (vitamina E) previne a esterilidade e o aborto, danos na membrana celular e ajuda no combate aos radicais livres, sendo encontrada em carnes magras (peru, coelho, entre outras), lacticínios e peixe.

Sabia que os amendoins são óptimos "dadores" de vitamina E?

A vitamina K (naftoquinona) essencial na coagulação do sangue é encontrada em vegetais e na castanha.

As vitaminas do complexo B – B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina ou ácido nicotínico), B6 (pirodoxina), B12 (cianocobalamina) – provenientes dos vegetais, carnes, ovos, cereais integrais, legumes, frutas, entre outros são indispensáveis para a oxidação dos alimentos, para o funcionamento dos sistemas nervoso e digestivo e intervêm na respiração celular.

Alimentos ricos em vitaminas do complexo B

Agora que já tem mais alguma informação sobre a importância das vitaminas no nosso organismo, pense se está a ingerir a quantidade adequada destas de modo a manter o seu organismo saudável.

Um copo de sumo de laranja natural em conjunto com uma salada de atum, ovo e legumes é uma óptima forma de as obter. Já viu como é fácil consumir vitaminas?

Autora: Juliana Ponte

Adaptado de:

http://www.suapesquisa.com/ecologiasaude/tabela_vitaminas.htm

http://www.saudepublica.web.pt/05-promocaosaude/051-educacao/vitaminas.htm

http://www.copacabanarunners.net/vita.html